A tecnologia vem trazendo muitas inovações recentemente, incluindo a possibilidade de pequenas e médias empresas utilizarem sistema CDN. Mas o que é CDN? A gente te explica.

No nosso texto de hoje, você vai ver:

  • O que é CDN;
  • Como esse sistema funciona;
  • Quais as vantagens de implementá-lo;
  • Por que ele é importante para empresas que possuem site;

Grandes sites como Amazon, Google e Facebook já utilizam esse tipo de rede. Agora, vamos te ajudar a entender melhor o que é CDN. Vamos lá?

O que é CDN?

CDN é a abreviação para Content Delivery Network. Em português, pode ser traduzido como Rede de Distribuição de Conteúdo.

Ela é uma rede de servidores que guarda cópias do conteúdo dos sites no cache, que é uma memória própria, para depois entregar as informações para os visitantes da página.

Através da localização geográfica, é possível conectar o servidor ao visitante mais próximo de forma rápida, reduzindo o tempo de transferência de dados.

Cada uma dessas localidades que hospeda os servidores é chama de Ponto de Presença, ou PoP, em inglês. Esses PoPs conectam dois ou mais pontos de conexão.

Entender o que é CDN é bastante importante para quem quer criar um site ou para quem já tem a sua página na web, pois a rede ajuda a melhorar a velocidade do site.

A entrega de informações passa a ser feita de forma mais ágil, fazendo com que, possivelmente, o tráfego de visitantes também aumente.

O CDN é diferente da Rede Virtual Privada (VPN). Ambas auxiliam a melhorar o acesso aos conteúdos das páginas, mas as duas redes fazem isso de formas diferentes.

Enquanto as VPNs utilizam servidores em diferentes localidades para contornar problemas de entrega, as CDNs entregam o conteúdo para servidores específicos, de acordo com a localidade.

A seguir, vamos ver com mais detalhes como funcionam essas redes.

Como funciona a Rede de Distribuição de Conteúdo?

Quando um visitante acessa um site tradicional, ele é redirecionado para um servidor localizado em determinado lugar. Vamos usar como exemplo o Rio de Janeiro.

Toda vez que um usuário entrar na sua landing page ou em outras páginas do seu domínio ele vai acessar o conteúdo por esse servidor da cidade do Rio.

Não importa se a pessoa estiver em Fortaleza, em São Paulo ou em Goiânia, todo o volume de tráfego vai para a mesma cidade.

Com isso, existem chances maiores de haver sobrecargas nesse servidos, fazendo com que o site apresente falhas ou demore a carregar.

Se você, depois de saber o que é CDN, optar por esse tipo de rede, esses problemas não vão mais acontecer.

Os conteúdos do site, incluindo imagens, javascripts e outros arquivos, são enviados automaticamente para o servidor mais perto do usuário que está acessando a página.

Voltando ao nosso exemplo, se o visitante da página for de Santos e o CDN tiver um servidor em São Paulo, as informações passarão por São Paulo, e não pelo Rio de Janeiro.

Além de aliviar a carga do servidor principal, essa tecnologia permite que as respostas sejam dadas com maior rapidez, já que os servidores estão mais perto do usuário final.

Para configurar um CDN, são necessárias algumas etapas:

  1. Configure seus registros DNS: os CDNs mais recentes redireciona os usuários através do DNS, eliminado a necessidade de alterar o escopo do site;
  2. Habilite a nuvem do CDN: com o DNS configurado, você vai precisar do endereço IP para cadastrar a rede na nuvem;
  3. Configure o servidor da web: verifique se o seu servidor é compatível com os cabeçalhos de HTTP. Se precisar de algum ajuste, basta enviar as documentações necessárias;
  4. Carregue o conteúdo para a rede: na maioria dos operadores, não é preciso fazer o upload novamente dos conteúdos, pois o CDN armazena as informações em cache, fazendo com que os arquivos apareçam automaticamente.

Vale lembrar que o CDN também consegue enviar conteúdos que não estavam previamente armazenados em cache, através de uma comunicação direta com o servidor de origem.

Isso garante uma alta disponibilidade e ainda aumenta a segurança. Com uma distribuição em diferentes datacenters, a rede CDN garante uma proteção maior a ataques de vírus.

A rede ainda consegue fornecer firewalls e HTTPS automáticos mesmo que o servidor original esteja offline.

Por que as CDNs são importantes para quem tem um site?

As redes de distribuição de conteúdo auxiliam para que os carregamentos sejam mais rápidos, aumentando a disponibilidade das informações.

Quando as CDNs foram criadas, elas foram usadas apenas em sites que tinham conteúdos extremamente pesados, como no caso de páginas que continham filmes.

Hoje, esse tipo de rede é indicado para qualquer tipo de página, seja ela de conteúdo empresarial, jogos online e, principalmente, lojas virtuais.

No Brasil, as redes CDN ainda não são difundidas porque, por enquanto, apenas as grandes empresas atuam nesse mercado, elevando o preço da implementação.

Entretanto, esse cenário deve mudar em pouco tempo, já que algumas alternativas economicamente mais interessantes vêm conquistando espaço em micro e pequenas empresas.

Existem algumas vantagens muito interessantes para quem possui um site. Olha só:

  • O CDN permite que a página possa focar apenas na produção de um conteúdo de qualidade, sem se preocupar com problemas de tráfego;
  • Em alguns lugares do Brasil ainda temos poucas opções, mas em grandes centros há uma oferta maior de serviços CDN, fazendo com que o preço seja bastante acessível;
  • Com a rede de distribuição de conteúdo você otimiza seu site para seguir a tendência mundial de ter uma página mobile friendly. Uma pesquisa recente da GSMA apontou que mais de 5,1 bilhões de pessoas utilizam um celular com internet;
  • O tempo de latência diminui. Como já adiantamos anteriormente, o tempo de espera entre as respostas é menor, aumentando a velocidade de carregamento dos sites, independentemente do provedor de internet;
  • Você não vai diminuir as chances de ter problemas com site fora do ar ou com picos de acesso, pois o CDN faz com que os provedores fiquem mais estáveis.

Além de todas essas melhorias, o CDN ainda permite uma melhoria de SEO. Isso porque a velocidade da página é um fator muito importante que é levado em conta na hora do posicionamento nas buscas orgânicas.

Os sites mobile, principalmente os que também são responsivos, conseguem uma colocação melhor na hora do rankeamento.  Ao entender o que é CDN e os benefícios que ele traz, você consegue otimizar o seu site e aumentar o tráfego. Para garantir que o conteúdo também seja de qualidade, leia o texto sobre as técnicas de SEO.

Teste Hosts Green gratuito