Se você já passou pela situação de ter o próprio site fora do ar, certamente ficou preocupado com o modo que isso poderia afetar o seu negócio.

Afinal, quando um cliente acessa a sua página, não é esperado que esteja com mau funcionamento, não é mesmo?

Então, é muito importante saber o porquê do surgimento desse problema e como evitá-lo. Para isso, vamos abordar as principais dicas sobre o assunto neste artigo. Confira!

Por que o site fica fora do ar?

Ainda que seja um acontecimento comum, o site fora do ar não deve ser visto como algo que possa acontecer de forma rotineira.

Por isso, ele precisa ser evitado e isso só é possível se você entender por que surge a instabilidade na sua página.

Nesse caso, existem diferentes motivos para acontecer esse problema. Vamos listar alguns deles a seguir:

Domínio expirado

Ao cuidar de um site, o primeiro passo é saber se organizar e ter atenção em relação ao funcionamento dele. Para isso, lembrar de renovar o domínio contratado é um hábito que evita transtornos maiores.

Atualmente, a renovação tem um período longo, podendo ser, em geral, de um ano ou mais.

É normal não lembrar de cabeça a data para renovar o domínio, então o ideal é marcar na agenda o dia que ela deve ser feita.

Isso porque, ao ter o domínio expirado, o site fica fora do ar. Por isso, ter esse cuidado evita uma dor de cabeça no futuro.

Servidor instável

Em alguns casos de mau funcionamento do site, a culpa pode ser da instabilidade frequente do servidor, apresentando uma performance insatisfatória.

Sendo assim, vale a pena verificar se o tempo de atividade do servidor, conhecido como uptime, está acima de 90%.

Isso indica que ele está positivo, então a chance de sofrer com falha no carregamento da sua página diminui.

Erros na programação do site

Caso você tenha um site com linguagem dinâmica, como o PHP, pode ter acontecido algum erro na programação, o que inviabiliza o acesso à página.

No entanto, é bom lembrar que esse erro surge devido à alguma modificação realizada no código-fonte.

Ataque DDos

Quando diferentes computadores “zumbis” tentam acessar um site num curto tempo, com o objetivo de prejudicá-lo, isso pode resultar na indisponibilidade da página.

Afinal, o servidor passa a se tornar sobrecarregado, então o site fica fora do ar.

Problemas no data center

Ainda que aconteça raramente nas hospedagens mais conhecidas, existem episódios que apontam problemas na própria data center dessas empresas.

Sendo assim, não apenas o seu site como o de várias outras pessoas fica fora do ar, sobrecarregando os canais de suporte dessas hospedagens.

201917Jun_Hosts.green_ctablog

Por que fazer o monitoramento do site?

Melhor que consertar um erro é evitá-lo, certo? Para quem cuida de um site, conseguir antecipar os problemas se revela fundamental e uma das maneiras de fazer isso é por meio do monitoramento.

Isso significa, portanto, monitorar o desempenho do site, criando assim uma rotina para realizar essa tarefa.

Dessa forma, é possível prever futuros problemas ou falhas no sistema, assim a equipe pode ter tempo hábil para resolvê-los.

Esse trabalho preventivo ajuda a evitar o surgimento de downtime (site fora do ar), que representa um grande problema para o negócio, podendo resultar em prejuízos como:

  • má reputação entre os visitantes, sejam eles novos ou antigos usuários;
  • perda de receita, prejudicando diretamente o negócio;
  • perda de posicionamento no Google, pois ele utiliza a velocidade de carregamento das páginas como um fator de ranqueamento;
  • funcionários e/ou serviços improdutivos, já que a equipe não consegue trabalhar.

Quais são os benefícios do monitoramento?

Além de antecipar os problemas, o monitoramento também apresenta outras vantagens. Em seguida, vamos destacar as suas principais:

Aumenta a produtividade da equipe

Quedas frequentes do site impossibilitam qualquer equipe de trabalhar da maneira desejada. Sendo assim, a produtividade diminui e os resultados positivos também.

Já com o monitoramento, isso pode ser contornado. Então, os funcionários rendem mais sem passarem por episódios rotineiros de downtime.

Melhora a segurança

Quando o assunto é segurança, softwares de monitoramento se apresentam como importantes aliados. Isso porque eles fornecem proteção em diferentes níveis.

Por exemplo, enquanto no primeiro nível há atualização de antivírus, firewall e backups feitos de forma frequente, o segundo possibilita que alguma atividade fora do padrão seja detectada. Já no último, o software inclusive permite que dispositivos físicos sejam monitorados, como câmera de segurança e alarmes.

Auxilia na detecção dos pontos fracos da rede

Com o monitoramento do site fora do ar, é possível perceber a origem do seu surgimento e trabalhar nela.

Dessa forma, a equipe de TI pode apontar os erros e mostrá-los à diretoria com o objetivo de possibilitar mais investimento para aquela área.

Minimiza os prejuízos

Você sabia que um downtime pode gerar um prejuízo de aproximadamente US$5.000 por minuto para uma empresa? Portanto, isso significa um ônus de US$300.000 por hora.

Nessa conta estão incluídas a perda de clientes, queda de produtividade dos funcionários e diminuição no número de vendas.

No entanto, com o monitoramento, esses prejuízos podem ser minimizados, possibilitando que a organização não sofra tanto com os seus danos.

Melhora a qualidade dos serviços fornecidos

Por trabalhar diretamente com pessoas, é necessário que a empresa se dedique a aprimorar sempre a sua qualidade para oferecer o melhor serviço aos clientes.

Sendo assim, é importante ter como meta o funcionamento perfeito do site diariamente e em qualquer hora, com a ajuda do monitoramento.

Quando isso não for possível e problemas acontecerem, o ideal é que os funcionários possam contorná-los de forma rápida, sem prejudicar a experiência dos consumidores.

Dessa forma, a empresa adquire maior competitividade no mercado e ainda ganha uma reputação positiva.Percebeu como o monitoramento é importante não apenas para evitar que o site fique fora do ar como também proporcionar uma melhor experiência do usuário em relação ao seu serviço? Por isso, vale a pena investir nesse tipo de software. Experimente gratuitamente o Hosts Green clicando aqui.

201917Jun_Hosts.green_ctablog_v2