Você sabe a diferença entre MSP e MSSP? Ainda que você não entenda os significados desses conceitos, é quase certo que sua empresa faz uso dos computadores e da internet em suas operações, certo?

Então, te convidamos a pensar sobre a manutenção e o gerenciamento dos equipamentos e dos recursos de rede. Como você tem cuidado disso na sua empresa?

É muito provável que faltem ferramentas eficientes nesse quesito e, levando em consideração o importante papel da TI na operacionalização dos seus negócios, é hora de pensar em alternativas.

A situação é ainda mais urgente, quando se aborda a questão da segurança da informação, cada vez mais essencial para as organizações, já que as notícias sobre esse assunto são alarmantes, como a de que o Brasil é o país mais afetado pelos spywares na América Latina.

Nesse artigo, vamos abordar as definições de MSP e MSSP, suas características e como elas podem te ajudar na garantia de que seus recursos e equipamentos estejam funcionando satisfatoriamente.

O que é MSP

Com a evolução e as mudanças constantes dos recursos na área de TI, os profissionais responsáveis pela gestão de manutenção e pelo gerenciamento dos equipamentos precisam estar atualizados e atentos.

Muitas vezes, as empresas acumulam prejuízos causados por conta de equipamentos parados devido a algum problema técnico enquanto a equipe de TI trabalha arduamente.

Esse tipo de situação é um reflexo do modelo antigo, em que as equipes responsáveis pelos equipamentos e recursos de redes só entravam em ação quando os problemas eram detectados.

Diante das necessidades do mercado, muitos provedores de serviços de TI têm voltado seu modelo de negócio para MSPs (Managed Service Provider), em que há um monitoramento contínuo de todos os equipamentos e recursos de rede e solução de possíveis problemas futuros por meio da manutenção programada.

Assim, o suporte técnico é voltado para a prevenção de riscos, ou seja, o problema é solucionado antes mesmo de acontecer.

Veremos a seguir a distinção entre MSP e MSSP.

Qual é a diferença entre MSP e MSSP?

As atividades de MSP e MSSP não se excluem. Elas são complementares. O trabalho da MSSP é apenas mais especializado, como veremos em seguida.

As MSSPs (Managed Security Services Provider, ou, em Português, Provedoras de Serviços Gerenciados de Segurança), vieram atender uma demanda cada vez mais essencial: a segurança da informação.

Então, MSP e MSSP seguem a mesma lógica: são empresas terceirizadas que prestam serviços na área de TI, mas, no caso da MSSP, esses serviços são voltados para a segurança.

Podemos dizer, então, que as MSPs voltam seus esforços para a disponibilidade e bom funcionamento da infraestrutura de TI enquanto as MSSPs garantem que a rede, os usuários e os sistemas fiquem protegidos de ameaças e riscos.

As MSSPs oferecem um serviço específico resultante da necessidade do mercado, uma vez que o cibercrime vem tomando grandes proporções e se especializando cada vez mais.

Como funciona uma MSSP?

As MSSPs cuidam, por exemplo, das configurações de firewall e das atualizações de firmware, e vão mais além, em serviços como o monitoramento e o controle de acessos à rede.

Outra demanda assumida pelas MSSPs é o controle em tempo real das entradas e saídas de dados.

MSP e MSSP buscam agir preventivamente, com antecipação de possíveis falhas e a promoção de mudanças necessárias nas políticas e procedimentos da empresa.

Dessa forma, os incidentes são evitados e não remediados. A empresa fica livre possíveis violações dos dados, das redes e dos sistemas, o que é muito positivo com a entrada em vigência da LGPD brasileira.

Em sua abordagem proativa, as MSSPs fazem testes periódicos de vulnerabilidade para que as organizações tenham tempo de alterar comportamentos e ferramentas que ameacem a segurança.

Vantagens na contratação de uma MSSP

Agora que você já conhece a diferença entre MSP e MSSP, vamos te mostrar as vantagens da contratação de uma MSSP para a sua empresa.

Maior especialização

Com a contratação de uma MSSP, a primeira vantagem percebida é uma maior especialização dos serviços.

Por mais competente que sua equipe de TI interna seja, ela precisa cuidar de diversos aspectos da sua infraestrutura e não dará conta de estabelecer estratégias de segurança da informação de alto nível.

O mesmo raciocínio vale para as empresas que já possuem parcerias com uma MSP: os serviços desse tipo de provedor são uma ótima alternativa para a manutenção e gerenciamento de equipamentos, mas ela não possui uma especialização na área da segurança.

Diminuição de custos

A contratação de serviços terceirizados relacionados à segurança da informação é uma tendência, porque a maioria das empresas não tem a cultura nem os recursos necessários para garantir sua proteção.

Além disso, as MSSPs (e também as MSPs) tem um custo-benefício melhor, pois sua contratação necessita de um investimento menor do que o de manter uma equipe interna especializada.

Acesso a uma inteligência de segurança

Outra vantagem é a aquisição de uma inteligência de segurança: a MSSP contratada possui outros clientes e, portanto, outras experiências aprendidas que podem ser aplicadas também à sua empresa.

Além disso, esses provedores contam com profissionais mais capacitados na área de segurança, pois este é o caminho natural deles quando buscam a especialização: fazer carreira em uma empresa igualmente especializada, onde possam colocar em prática, desenvolver e atualizar constantemente suas habilidades.

Prevenção e alta disponibilidade

A expertise de uma MSSP possibilita a detecção de ameaças emergentes e a resposta em tempo recorde, evitando incidentes de segurança com bastante eficiência.

É preciso citar também a alta disponibilidade das MSSPs, que oferecem cobertura 24 horas por dia em todos os dias da semana. Havendo algum problema, sua atuação é imediata.

Experiência de grandes organizações

Muitas MSSPs, por conta de sua necessidade de atualização constante, se associam a grandes organizações mundiais na área de segurança da informação.

Assim, quando um novo tipo de incidente de segurança começar a ocorrer no Brasil, o seu provedor já terá conhecimento sobre ele e sobre as formas de combatê-lo.

Tipos de MSSP

É comum chamarmos de MSSP as empresas realmente especializadas, que se dedicam exclusivamente à segurança. Porém, na prática, há quatro classificações consideradas como provedores de serviços de segurança gerenciados:

  • Generalistas de outsourcing de TI: os serviços de segurança compõem um dos itens de seu portfólio, que possui outras atividades ligadas à área da TI;
  • Operadoras de telecomunicações: seus serviços são mais simplificados e ligados à proteção das conexões com a internet e privadas;
  • Fabricantes de produtos de segurança: seu foco é no desenvolvimento e venda de produtos que auxiliam na promoção da segurança da informação;
  • Pure Players: são as empresas especializadas, que trabalham exclusivamente com serviços de segurança.

Conclusão

Diante dos caminhos que precisam ser seguidos pelas empresas na era da informação, percebe-se uma especialização cada vez maior da oferta de serviços na área da tecnologia da informação.

As MSPs e MSSPs são exemplos dessa especialização que vem otimizar as soluções para manter o melhor funcionamento tanto dos equipamentos quanto dos sistemas nas organizações.

E se depois da leitura deste artigo, sabendo tudo sobre as diferenças entre MSP e MSSP, você está considerando a contratação de uma delas, uma de suas próximas metas pode ser criar uma política de segurança da informação para sua empresa.

Com essa ferramenta, você poderá desenvolver uma atuação eficiente nesta área, ainda mais com o apoio de uma MSSP parceira. Recomendamos o artigo “Como criar uma política de segurança da informação ainda hoje”. Boa leitura!