Em vez de solucionar um problema, é melhor preveni-lo, não é mesmo? Isso pode ser aplicado tanto para a vida pessoal quanto para a empresa. No segundo caso, existe a gestão de manutenção, que é uma peça fundamental para o funcionamento do seu negócio.

Esse processo significa supervisionar os recursos técnicos, operando para antecipar possíveis adversidades e criar um empreendimento mais próximo possível da ausência de falhas no dia a dia.

Então, se você deseja saber quais são os tipos de gestão de manutenção existentes e os principais motivos para adotá-los, continue lendo este artigo.

O que é a gestão de manutenção e quais são as suas modalidades?

Com o objetivo de diminuir o impacto financeiro provocado pelos gastos com manutenção, fazer a gestão por meio de um conjunto de técnicas é a melhor maneira de evitar um prejuízo para a empresa.

Dessa forma, a gestão de manutenção visa evitar falhas e interrupções na cadeia produtiva, independentemente de onde o setor do seu negócio está incluído.

Assim, existe a garantia na qualidade dos serviços e a produtividade não é afetada devido ao surgimento de problemas inesperados.

Existem quatro principais tipos de gestão de manutenção que podem ser feitos no seu negócio. Confira abaixo quais são eles:

Manutenção preventiva

O objetivo desse processo é antecipar casos que podem causar prejuízos e atrasos nos projetos da empresa.

Portanto, são feitas manutenções periódicas para evitar ou reduzir problemas nos equipamentos.

Esse tipo de hábito ainda ajuda a monitorar o desgaste dos equipamentos, selecionando uma data de previsão para trocas e, assim, diminuindo as chances de ocorrer problemas na produção por causa de um equipamento deteriorado.

Além disso, com a manutenção preventiva, existe menos chance de ter o seu site expirado porque o domínio não foi renovado.

Isso porque a contínua manutenção permite que os gestores já marquem no calendário quando é necessário fazer a renovação.

Manutenção preditiva

Essa modalidade de manutenção também serve para avaliar o estado dos equipamentos, mas é feita a partir de dados e outros instrumentos necessários de acordo com o objetivo, como a medição da temperatura, vibração e pressão do equipamento.

Com base nos dados coletados, a equipe é capaz de detectar quando é necessário trocar a máquina, evitando assim falhas funcionais.

Dessa forma, você corre menos risco de se surpreender com um HD corrompido ou computador que parou de funcionar.

Manutenção planejada corretiva

Nesse caso, é feito um planejamento de recursos a respeito da manutenção que deve ser realizada.

Esse tipo de ação pode ser feita devido a diferentes motivos, como por medidas de segurança e necessidade de melhorias no planejamento de serviços.

Com isso, a manutenção planejada corretiva é realizada quando foi constatado um problema operacional que necessita de reparo.

201917Jun_Hosts.green_ctablog_v3

Manutenção não-planejada corretiva

Essa é a modalidade de manutenção mais custosa, que ocorre quando é constatada uma falha e esse acontecimento não é esperado pela equipe.

Então, ela é utilizada em último caso, frequentemente quando não houve um monitoramento ou planejamento como os anteriormente citados.

Esse acontecimento pode resultar não somente em prejuízo financeiro como também pode prejudicar a imagem da empresa. Por isso, realizar os outros tipos de manutenção apresenta melhores resultados.

Por que fazer a gestão de manutenção?

A gestão de manutenção deve ser vista não como um hábito opcional e sim como uma ferramenta indispensável para qualquer empresa.

Isso porque ela apresenta diversos benefícios ao ser adotada como uma medida planejada. Descubra abaixo quais são os principais deles, principalmente em relação à manutenção de sites:

Evita prejuízo financeiro

Inevitavelmente, problemas surgem e é necessário lidar com eles. No entanto, existem adversidades que podem prejudicar diretamente as finanças da sua empresa, mas poderiam ter sido evitadas.

Por exemplo, quando um site fica fora do ar, isso significa prejuízo direto para as contas do seu negócio. Então, se você tem uma página de vendas, por exemplo, isso significa menos compras pelos usuários nesse dia.

Ter menos produtos significa vender menos, o que pode diminuir os lucros da empresa de forma considerável.

Fornece maior eficiência no trabalho

Uma boa gestão de manutenção permite entender os processos da empresa e, com isso, trabalhar para evitar as falhas deles.

Sendo assim, propicia uma maior eficiência no trabalho ao não afetar a produtividade do negócio nem a qualidade do produto ou serviço.

Ao agendar o tempo correto da manutenção, esse hábito possibilita que a empresa se desvie, ao máximo, de eventuais problemas que poderiam prejudicá-la.

Evita a insatisfação dos clientes

Se uma empresa trabalha com a entrega de produtos, por exemplo, o mau funcionamento de apenas um equipamento pode afetar o prazo de recebimento do cliente.

Dessa forma, é possível que aconteça o que nenhum negócio almeja: perda de confiança e satisfação dos consumidores.

Outro ponto que deixa os clientes insatisfeitos é a queda frequente do seu site, mas isso é fácil de ser evitado por meio da manutenção.

Vale lembrar que essa consequência também pode causar um impacto negativo para a imagem, já que, com a constante expansão da Internet na vida da população, basta uma avaliação ruim para que as pessoas fiquem desconfiadas de comprar com você.

Valoriza o seu negócio

Ao contar com um site moderno devido à frequente gestão de manutenção para aprimorá-lo, apresentando conteúdos interessantes para os clientes, o seu negócio é valorizado.

Isso não significa que é necessário lançar novidades a cada semana, mas mantê-lo constantemente atualizado auxilia na satisfação dos clientes.

As atualizações podem envolver desde publicação de novos posts até mudanças no layout para maior otimização.

Aumenta as vendas

A organização de um site é tão importante quanto a organização de estabelecimentos físicos.

Isso porque ninguém gosta de perder tempo procurando algo que deveria ser de fácil acesso. Então, a gestão de manutenção soluciona esse problema.

Dessa forma, o consumidor consegue encontrar com facilidade o que procura, pode se interessar, fazer a compra e voltar sempre que precisar.

Para isso acontecer, o encantamento com o seu site precisa acontecer imediatamente, então opte por layout simples, objetivo e organizado.

Você certamente percebeu que fazer a gestão de manutenção é uma necessidade que precisa ser difundida entre as empresas. Afinal, não faltam motivos para realizá-la de forma constante.Além de entender sobre a gestão de manutenção, outro ponto importante é o uptime para medir o sucesso do seu site comercial. Quer saber como? Leia: O que é uptime: entenda como essa métrica afeta seu site.

201917Jun_Hosts.green_ctablog_v4