Atualmente, existem diferentes tipos de vírus que são capazes de manipular todo o seu sistema/computador, impedir o funcionamento adequado da internet, apagar arquivos e programas, dentre outros malefícios.

Desse modo, é fundamental tomar medidas protetivas para evitar esses ataques e manter a sua rede de computador segura.

Pensando nisso, elaboramos este artigo para ajudar você a conhecer melhor 6 tipos de vírus e como fazer para se proteger deles. Continua a leitura para saber mais!

O que é o vírus?

Empresas que não têm uma segurança na infraestrutura de TI podem sofrer com ataques virtuais causados pelos vírus.

Eles são programas maliciosos que geram cópias de si mesmo, propagando a infecção por toda a rede.

Com isso, deixam o computador mais lento, causam travamento e desligamento do sistema, além de trazer um enorme prejuízo para as organizações que são vítimas desse crime virtual: apagamento de arquivos privados e exposição de informações confidenciais.

Saiba que, para serem ativados, os diferentes tipos de vírus devem ser executados. Portanto, é possível que, neste momento, você esteja com vírus ocultos e não ativos em arquivos ou programas específicos no seu sistema.

O primeiro passo para conseguir se proteger deles, evitando as falhas na segurança, é conhecê-los mais a fundo. Para isso, confira o tópico a seguir.

Quais são os 6 principais tipos de vírus?

Os vírus podem causar estragos enormes especialmente para empresas, causando perdas de bilhões de dólares.

Inclusive, em 2019, um computador chamado de “A Persistência do Caos” foi leiloado por R$ 5 milhões por conter seis diferentes vírus devastadores que, no total, geraram prejuízos de US$ 95 bilhões.

Já imaginou sofrer tamanha perda por causa de um programa malicioso? Por isso, é fundamental tomar muito cuidado com a proteção da sua rede de computadores.

Abaixo, listamos 6 tipos de vírus para você ficar atento e se proteger corretamente. Confira!

1. Keylogger

Esse vírus capta todos os dados que são digitados pelo usuário no computador. Basicamente, é um software que monitora, armazena e envia as informações para uma terceira pessoa.

Com isso, é possível utilizar dados bancários, e-mails e senhas de redes sociais do usuário.

2. Spyware

Assim como o anterior, o spyware serve para coletar informações do usuário e enviá-las para quem distribui os arquivos infectados.

Esse software consegue rastrear os passos de uma pessoa, mudando o conteúdo das páginas para direcionar o usuário ao download de outros tipos de vírus.

Assim, além de recolher as informações digitadas pelo usuário, ele é capaz de mudar a configuração do computador e instalar outros softwares.

3. Adware

O adware é um programa malicioso bem fácil de ser identificado, pois são aqueles anúncios pop-up que aparecem nas páginas, ou seja, são as publicidades indesejadas.

Existem adwares que têm o intuito apenas de causar incômodo aos usuários, enquanto outros coletam as suas informações para exibir anúncios direcionados.

4. Ransomware

Os ataques feitos pelo ransomware são bem perigosos, já que ele impossibilita o funcionamento normal das atividades realizadas no computador.

Esse tipo de vírus realiza uma criptografia dos dados da sua empresa, bloqueando o acesso e, inclusive, costuma ser exigido um pagamento para que esse acesso seja novamente liberado. Caso contrário, são acionados comandos para o apagamento permanente dos arquivos.

O ataque funciona da seguinte maneira: mensagens são enviadas para os usuários da rede, incentivando o download do arquivo infectado ao simular um conteúdo real.

Então, quando o software é baixado e acionado, ele faz uma varredura pela rede em busca de uma falha na segurança, conseguindo entrar nos sistemas internos e conferir as informações privadas.

5. Backdoor

Os vírus do tipo backdoor costumam aparecer nos e-mails e páginas da web, permitindo que os hackers mexam na sua máquina por meio da abertura da “porta de trás”, que é a porta do roteador.

Para realizar esse ataque, o programa busca falhas em aplicações instaladas, bem como em programas desatualizados.

Com isso, os infratores podem fazer o que quiser no seu computador, inclusive torná-lo mais suscetível a outros ataques.

6. Trojan Horse (Cavalo de Troia)

O famoso Cavalo de Troia é um spyware que captura as informações dos usuários por meio do keylogger, backdoor e screenlogger (grava as páginas que você acessa).

Esse é um perigoso vírus que consegue ser executado no seu computador sem que isso seja percebido. Ele pode aparecer em e-mails, download de músicas e vídeos, sites maliciosos, dentre outros.

Desse modo, o hacker tem acesso a todas as atividades feitas na máquina, podendo, posteriormente, usar as informações contra o usuário.

Além disso, esse vírus torna o computador suscetível à instalação de outros programas maliciosos.

Como se proteger corretamente desses tipos de vírus?

Como você pôde perceber, existem vários tipos de vírus que realizam ataques específicos, mas o objetivo é o mesmo: prejudicar o usuário.

Ainda que isso seja maléfico para usuários comuns, que utilizam o computador a serviço próprio, a situação se torna ainda pior quando afeta empresas, gerando prejuízos de bilhões, como vimos anteriormente.

Imagina perder o seu negócio pela exposição de dados confidenciais? Por isso, é fundamental munir a sua rede de computador de proteção dos dados.

Então, cabe à equipe de TI fornecer os recursos essenciais para a segurança da informação. Para isso, existem alguns passos importantes, como:

  • criptografar as informações nos dispositivos portáteis;
  • realizar a autenticação de dois passos;
  • controlar o acesso;
  • remover a execução automática na conexão de discos removíveis;
  • treinar todos os colaboradores quanto à identificação de conteúdos maliciosos;
  • aplicar filtro de spam nas mensagens que tenham arquivos executáveis;
  • criar o armazenamento em nuvem para que os usuários possam trocar arquivos sem anexá-los nos e-mails;
  • usar softwares voltados para a segurança digital;
  • atualizar o sistema e os programas.

Desse modo, existem diversas ações que o time de TI pode tomar para evitar os ataques virtuais. Por isso, é importante que a sua empresa conte com colaboradores especializados nesse ramo e, assim, seja possível evitar o vazamento ou apagamento de dados.

Essa é uma estratégia eficaz de manter a proteção da sua rede de computador, tornando o manuseio de arquivos mais seguros entre os usuários.

Viu como é fundamental tomar muito cuidado com os diferentes tipos de vírus existentes? Se você quiser aprimorar ainda mais o seu conhecimento no assunto, confira a importância da segurança da informação!

Monitore Grátis