Compras, vendas, metas a serem batidas, novos clientes. São muitos fatores a serem analisados em uma empresa. Para te ajudar nessa análise, hoje vamos explicar o que são métricas e como elas podem te ajudar nessa missão.

Além de explicar o que são e para que servem, vamos mostrar as principais métricas que você deve usar para medir o sucesso do e-commerce.

Ficou interessado? Então continue a leitura!

O que são métricas?

As métricas são tudo o que você pode medir sobre o seu negócio. Existem inúmeras métricas que você pode medir, porém, é importante saber quais delas são mais importantes, para não gastar energia com métricas que não acrescentam nada ao negócio.

Alguns exemplos de métricas são:

  • Visitas no site;
  • Curtidas em rede social;
  • Taxa de conversão;
  • Número de vendas;
  • Ticket médio;
  • Satisfação do cliente;
  • Satisfação do colaborador;
  • Turnover;
  • E por aí vai…

Perceba que algumas métricas são mais importantes de serem monitoradas que outras. Por exemplo, “curtidas em rede social” não é algo que gere vendas; já uma maior “taxa de conversão” significa um maior faturamento para a empresa.

O sucesso da empresa depende diretamente da sua capacidade de capturar as informações do mercado e interpretá-las para poder otimizar os serviços e setores.

Se você tem uma loja virtual, por exemplo, é importante saber quantas pessoas acessam sua página, quantas realmente se transformaram em clientes e quanto cada consumidor gasta. E como medir isso?

Está aí a importância de entender o que são métricas. Na internet, os movimentos dos clientes podem ser mensurados. Apesar de parecer uma tarefa difícil, é possível fazer esse acompanhamento.

As dinâmicas do mundo digital exigem, sim, esforço e tempo para a análise, mas vamos mostrar mais a frente quais as métricas que devem ser acompanhadas e como fazer isso.

A importância de acompanhar os resultados

Imagine poder acompanhar todos os cliques dos clientes dentro do seu site. Isso é possível se você souber o que são métricas e como utilizá-las!

Você consegue monitorar visitas, compras e cadastros, se souber usar as ferramentas. Tudo isso são métricas relevantes para um e-commerce.

Além de melhorar o relacionamento com o cliente, monitorar as métricas corretamente garante benefícios como:

  • Redução dos custos: ao avaliar os resultados, é possível perceber onde se encontram os pontos falhos na produtividade. Corrigindo esses problemas, os custos fixos diminuem e o lucro da empresa aumenta;
  • Resolução rápida dos problemas: se você identifica uma falha de forma ágil, você consegue pensar mais rapidamente em uma forma de corrigi-la. Pode ser feita, por exemplo, uma mudança no layout do site ou até uma ação de marketing específica para aumentar as vendas de determinado produto;
  • Ajuda a formular projeções: ao analisar periodicamente as métricas, é possível identificar tendências, fazendo com que as projeções de venda sejam mais realistas e adequadas aos investimentos de marketing;

Agora que você já sabe o que são métricas e o quanto elas são importantes, vamos saber quais você não pode deixar de analisar no seu e-commerce. Veja a seguir.

A métricas mais importantes para medir o sucesso de um e-commerce

Cada empresa tem suas particularidades. As métricas utilizadas por uma empresa de manutenção de computadores não vai ser a mesma de uma do ramo de cosméticos.

Apesar das diferenças em cada uma, existem alguns indicadores que devem ser levados em conta principalmente quando o assunto é e-commerce. Separamos os principais:

Taxa de conversão

A taxa de conversão diz respeito à quantidade de visitantes da sua página que concluem uma compra ou realizam uma ação dentro da meta da empresa, em determinado período.

O cálculo, dado em porcentagem é feito da seguinte forma:

Taxa de conversão = número de pedidos  número de visitantes X 100

Um loja online de material esportivo que teve 100 mil visualizações e 5 mil compradores no mês tem a taxa de conversão de: 5.000100.000 X 100 = 5%.

Para saber se o resultado é bom ou não, é necessário analisar os dados anteriores e o padrão da empresa. É a partir desse número que vamos desenvolver as outras métricas do e-commerce.

201917Jun_Hosts.green_ctablog_v4

Ticket médio

Esse tipo de métrica serve para entender qual o valor médio que os clientes da empresa gastam em compras, levando em conta o número de negócios fechados.

O valor dessa métrica pode ser calculado de diversas formas, como vendas por cada loja, por canal de venda, por vendedor ou outros critérios, dependendo do interesse da empresa.

A ideia é avaliar o desempenho em cada etapa da venda e saber qual é o perfil do cliente que mais contribui para o faturamento da empresa.

Você pode calcular o ticket médio utilizando o valor de vendas e o número de clientes. Seu cálculo é feito somando todas as vendas realizadas em determinado período e o número de clientes que compram nesse intervalo.

A fórmula é:

Ticket médio = valor monetário das vendas totais número de vendas

Se sua loja faturou 3600 reais em 12 vendas, seu ticket médio foi de 300 reais. Como os valores podem variar bastante de um dia para o outro, você pode fazer um monitoramento semanal e mensal também.

Custo de aquisição de clientes

Conhecida como CAC, essa métrica considera todos os investimentos que foram feitos no marketing, além das vendas em relação à quantidade de clientes adquiridos.

CAC =total de investimentos no marketing  número de novos clientes

Para acompanhar esse fluxo de informações, encontre as estatísticas das origens de tráfego no Google Analytics.

Esse resultado permite que você avalie como anda o retorno de cada estratégia. Assim, é possível reduzir ou eliminar as que não estão dando certo e otimizar a verba para as novas campanhas.

Taxa de abandono de carrinho

Esse indicador é muito importante para quem possui um site de vendas. Ele vai indicar quantos clientes escolheram o produto, colocaram no carrinho e não finalizaram a compra.

Para calcular a Taxa de Abandono de Carrinho (TAC) podemos fazer a seguinte conta:

TAC = compras efetuadas (CE) compras concluídas (CC)

Para calcular o TAC em porcentagem (vamos chamá-lo de TACp%), basta fazer:

TACp% = (1-TAC) x 1000

Lembrando que:

  • CE = Compras Efetuadas
  • CC = Compras Concluídas
  • TAC = Taxa de Acabando de Carrinho
  • TACp = Taxa de Acabando de Carrinho para porcentagem

Vejamos um exemplo. Vamos imaginar que tivemos 26 compras efetuadas (CE) e 180 carrinhos criados (CC), sua taxa de abandono (TAC) está em:

TAC = 26 / 180 = 0,14

1 - 0,14 = 0,86

0,86 x 100 = 86% (TAC em porcentagem)

Os motivos podem ser vários, como frete alto, burocracia no cadastro, demora na entrega, falta de opções de pagamento, entre outros. É importante identificar o problema e buscar soluções.

Lifetime Value (LTV)

É um fato: fidelizar um cliente custa menos que conquistar um novo. Aliado ao ticket médio e ao CAC, que falamos anteriormente, o lifetime value amplia os esforços para fidelizar o consumidor.

Ele leva em conta o potencial de gastos do cliente com a loja, considerando o relacionamento a longo prazo que ele tem com a empresa. Para calcular, use a fórmula:

LTV = ticket médio X tempo de retenção do cliente com a marca X número de repetições de vendas

Quanto maior for o valor do LTV, mais barato fica o custo de aquisição de um novo cliente.

Durante o texto, ficou nítida a importância de saber o que são métricas e quais são essenciais para medir o sucesso da sua empresa. Para ficar por dentro das tendências de mercado, leia também sobre comércio eletrônico.

201917Jun_Hosts.green_ctablog_v3