Ligar seu notebook, acessar a Internet e realizar suas atividades. Ou então ligar o Wi-Fi do celular e navegar pelas redes sociais. Estas são ações tão comuns em nosso dia a dia que nem paramos para pensar na tecnologia envolvida para que ocorram. Aliás, você sabe o que é gateway?

É importante, no entanto, termos uma ideia geral desses elementos para entendermos como nosso acesso à Internet funciona e sabermos por onde começar caso aconteçam problemas.

Por isso, continue a leitura deste artigo para saber o que é gateway, como ele funciona e a relevância desse dispositivo para a segurança e o controle de informações.

O que é gateway?

Gateway é um termo em inglês que significa portão ou portal. E esta pode ser considerada a função básica do gateway. Vamos entender isso melhor?

Pense em quando você usa a Internet em sua casa. Você possui algum dispositivo (computador, notebook, celular, tablet) e deseja conectá-lo à rede (por fibra óptica ou rádio, por exemplo).

Seu objetivo é obter as informações (também chamadas de pacote de rede) que vêm da Internet. Ou seja, você quer ter acesso a essas informações.

Atualmente, o mais comum é que, seja em casa ou ambientes de trabalho a Internet esteja disponível em todo o local.

Isso significa dizer que é mais difícil hoje chegarmos a uma casa e somente um dispositivo ter acesso à Internet, por meio da conexão direta com um cabo.

Na maioria dos locais, encontramos o uso de um roteador, certo? Você então pega a senha do roteador e conecta seu dispositivo a ele para, aí sim, ter acesso à Internet.

Percebe como o roteador funciona como um intermediário nessa situação? Ou, em outras palavras, ele é uma passagem entre a rede do seu dispositivo e a rede da Internet?

Com base nessa reflexão, podemos afirmar que o roteador do nosso exemplo é um gateway! Mas será que, em geral, apenas o roteador é um gateway? Não!

Além dele, um modem, outro servidor ou até mesmo uma máquina que tenha a capacidade de pegar um pacote que veio de uma rede e encaminhar para outra rede podem ser considerados gateways.

Já vimos então o que é gateway. Vamos agora dar mais um passo, entendendo melhor como ele funciona.

Como o gateway funciona?

Como vimos, o gateway é a porta entre a internet em si e um host ou usuário final que se conecta a ela.

Mas por que o gateway é necessário? É simples!

O computador, celular, tablet, entre outros, possui um endereço IP, que é sua identificação. Vamos considerar esse dispositivo como uma rede.

Um servidor externo é outra rede – como a Internet. Por isso, tem seu próprio endereço de IP. É necessário então que exista um mecanismo que permita essa conexão entre dois IPs distintos.

Veja um exemplo prático: uma máquina com IP 192.168.0.0 quer se comunicar com outra cujo IP é 200.200.200.200. É possível perceber que os IPs são bem diferentes, certo?

201917Jun_Hosts.green_ctablog_v3

Uma comunicação direta IP-IP não é viável justamente por essa diferença. Por isso, precisa-se de um intermediário para que ela ocorra – o gateway.

Ele então vai organizar o tráfego de informações entre um equipamento final (notebook, smartphone etc.) e a internet.

Veja que ele atua em uma via de mão dupla, tanto transmitindo informações externas ao equipamento final quanto enviando dados dele para a internet.

É por isso que o gateway é extremamente importante para garantir a segurança dos dispositivos que se conectam à internet. Veja mais sobre isso a seguir.

Gateway e segurança de informações

Quando você viu o que é gateway, certamente percebeu que ele atua como uma ponte entre redes distintas, convertendo dados entre dois diferentes sistemas para que possam se entender, isto é, para que haja conexão.

Se pensarmos em nosso dia a dia dentro de casa, o roteador hoje é o único dispositivo com acesso direto à Internet.

Por essa razão, a segurança é um fator muito importante, já que, além de permitir que os aparelhos se conectem à Internet, o gateway dá, à rede externa, acesso a esses aparelhos a ele conectados.

Se pensarmos então no gateway como essa ponte, ele precisa ter dispositivos de segurança – como se fossem guardas que vão tomar conta dessa comunicação.

Os firewalls são excelentes exemplos desses “guardas”. A tradução literal do termo é “parede de fogo”, o que já dá uma ideia de que o firewall atua como uma barreira para garantir a defesa.

Isso porque ele analisa todo o tráfego de rede para estabelecer as operações que podem ser executadas dentro da transmissão ou recepção de dados.

O firewall, em outras palavras, vai bloquear o tráfego de dados indesejados e permitir que os acessos bem-vindos sejam liberados. Se pensarmos nele como um guarda, esse processo pode ser comparado a uma blitz, não é mesmo?

Assim, o gateway cumpre seu papel não só de permitir a comunicação entre duas redes, mas de proteger a rede interna, na medida em que exerce controle sobre as informações.

Como descobrir o número do seu gateway

Você já viu o que é gateway, como ele funciona e seu relevante papel na segurança dos dados. Mas sabia que o gateway também tem um IP? Esse IP do gateway geralmente será o IP do próprio modem.

É interessante então que você saiba como identificá-lo caso precise configurar sua rede. O passo a passo para obter essa informação no Windows, por exemplo, é bem simples. Veja:

  1. No menu iniciar, digite “cmd” (sem as aspas) no campo de buscas ou no menu executar. Depois, pressione Enter.
  2. Será aberta uma janela preta. Digite “ipconfig” (sem as aspas) e tecle Enter. O sistema irá fornecer diversos dados, como IP da máquina, máscara de subrede, gateway, DNS etc.

Pronto! Agora você já sabe como ter acesso a esses dados tão importantes do seu computador.

Você se lembra que o gateway faz a conexão de IPs diferentes, certo? Cada site possui um endereço IP. Porém, imagine o quão difícil seria decorar uma sequência numérica para cada site que você acessa!

Nesse sentido, o dispositivo DNS é mais do que necessário, já que ele converte nomes de site (como www.google.com.br) em seu endereço de IP correspondente.

E é justamente esse endereço de IP que será informado ao gateway, permitindo a conexão do host ao site. Bacana, não é?

Se ficou interessado em saber mais sobre o DNS agora que você já entende o que é gateway, não deixe de conferir o conteúdo que preparamos: O que é DNS: tudo o que você precisa saber sobre o tema.

201917Jun_Hosts.green_ctablog_v2